— ler mais..

A 28 de setembro de 1940, o meu pai, que prestava serviço militar na Marinha, enviou do Funchal, de bordo do contratorpedeiro Douro, um postal para a minha mãe, em Lisboa, no qual escrevia: “Afinal..." /> — ler mais..

A 28 de setembro de 1940, o meu pai, que prestava serviço militar na Marinha, enviou do Funchal, de bordo do contratorpedeiro Douro, um postal para a minha mãe, em Lisboa, no qual escrevia: “Afinal..." /> Um barco, uma guerra e um casamento - Quinta do Careca - Record

Quinta do Careca

Voltar ao blog

Um barco, uma guerra e um casamento

3 Março, 2017 1026 visualizações

A 28 de setembro de 1940, o meu pai, que prestava serviço militar na Marinha, enviou do Funchal, de bordo do contratorpedeiro Douro, um postal para a minha mãe, em Lisboa, no qual escrevia: “Afinal, houve paquete para levar o correio antes do que se esperava. Mas ainda te não posso dizer nada a respeito do movimento do navio”. Eram momentos de incerteza, estava-se em plena Segunda Guerra Mundial e o receio de que Portugal pudesse vir a participar no conflito não se dissipava. Por outro lado, os meus pais tinham casamento apontado para daí a meses…

Texto integral em www.alexandrepais.pt

Douro1940