— ler mais..

Luís Figo decidiu retirar a sua candidatura a presidente da FIFA em protesto contra um sistema onde as cartas estão marcadas. Depois de dezenas de horas gastas em aviões, reuniões, almoços, jantare..." /> — ler mais..

Luís Figo decidiu retirar a sua candidatura a presidente da FIFA em protesto contra um sistema onde as cartas estão marcadas. Depois de dezenas de horas gastas em aviões, reuniões, almoços, jantare..." /> Semanada - Record
21 Maio, 2015

Luís Figo errou

Luís Figo decidiu retirar a sua candidatura a presidente da FIFA em protesto contra um sistema onde as cartas estão marcadas. Depois de dezenas de horas gastas em aviões, reuniões, almoços, jantares, Figo conseguiu alguma simpatia para o seu projeto de regeneração do gigante que governa o futebol mundial, mas não passou daí, foi percebendo que Joseph Blatter tinha tudo sob controlo – afinal, quem é que tem o bolo e a faca? – e o cilindraria nas urnas. É assim, a política. Umas vezes perde-se, noutras ganha-se.

Depois de tanto esforço e simpatia gerada entre os que não votam, Figo deveria ir até ao fim, honrando os (poucos) apoios que recolheu junto dos eleitores, os presidentes das federações. E marcaria posição, vincando as suas convicções, delimitando terreno para uma futura eleição. Mas não, preferiu a indignação ao teste eleitoral.

Não há muita gente em Portugal a recordar-se da candidatura da FPF à organização do Euro'1996 (ganha pela Inglaterra), mas na altura, perante a inevitabilidade do insucesso, um governante português saiu-se com uma frase cheia de substrato: “É preciso treinar as candidaturas”. Mesmo que o seu destino seja a derrota, sempre fica a experiência. Oito anos depois, Portugal organizava o Euro'2004.

Ninguém sabe o que Figo quer do seu futuro enquanto dirigente, nem se conhecem em pormenor as motivações que o levaram a avançar agora cheio de esperança, mas se está a pensar em ser presidente da FIFA teria muito mais a ganhar (mesmo perdendo) em apresentar-se no Congresso, no dia 29. Assim, parecerá sempre um despeitado com a rejeição do sistema. E o sistema não perdoa quem quer apanhar moscas com vinagre. 

572 visualizações