— ler mais..

Jorge Jesus passou um atestado de desonestidade ao árbitro auxiliar do Benfica-FC Porto. Luís Filipe Vieira decretou a impossibilidade de Pedro Proença arbitrar jogos do Benfica. Vítor Pereira pass..." /> — ler mais..

Jorge Jesus passou um atestado de desonestidade ao árbitro auxiliar do Benfica-FC Porto. Luís Filipe Vieira decretou a impossibilidade de Pedro Proença arbitrar jogos do Benfica. Vítor Pereira pass..." /> Semanada - Record
22 Março, 2012

A grande alucinação arbitral

Jorge Jesus passou um atestado de desonestidade ao árbitro auxiliar do Benfica-FC Porto.

Luís Filipe Vieira decretou a impossibilidade de Pedro Proença arbitrar jogos do Benfica.

Vítor Pereira passou um atestado de incompetência ao árbitro principal do Benfica-FC Porto.

Pinto da Costa decretou que Artur Soares Dias não é grande lagarto como árbitro.

Godinho Lopes pediu a irradiação de Bruno Paixão.

Carlos Freitas mandou gravar os nomes de Carlos Xistra, Pedro Proença e Bruno Paixão no índex de Alvalade.

José Mourinho chamou filho-de-não-sei-quê ao árbitro do Villarreal-Real Madrid.

Cristiano Ronaldo fez menção de ter sido roubado.

Pepe também chamou filho-de-não-sei-quê ao árbitro.

SEM MAIS COMENTÁRIOS.

P.S. No meio deste carnaval só houve um que não quis falar dos árbitros e disse que ia ver: SÁ PINTO. Ele já percebeu que mais vale ficar calado, do que fazer figuras tristes.

 

540 visualizações
13 Março, 2012

Quando o árbitro volta atrás

No Vietname as regras são assim, dinâmicas.

601 visualizações
4 Março, 2012

Balão AVB rebentou

Quem tudo quer tudo perde. Ou André Villas-Boas teve mais olhos que barriga?

Para quem no FC Porto estava na cadeira de sonho, AVB cedeu facilmente à matéria, colocando de lado todos os ideais, embora na altura tenha arranjado uma desculpa menor: “E se eu levo 4 ou 5 do Barcelona, na Supertaça?”

“O conde” foi à sua vida nas Ilhas, convencido que lhe bastava o “accent” para ter às ordens velhas raposas cheias do saber de José Mourinho e habituadas a vê-lo “as a videoboy”, o rapaz que lhes entregava belos relatórios sobre os adversários.

Na verdade, Villas-Boas não percebeu o que lhe aconteceu. Atirou-se para a frente e recebeu como herança 9 jogadores contratados por José Mourinho, mais do que cheios do Chelsea e das exigências feitas pelo patrão Abramovich. Bem na vida, Lampard, Terry, Essien e os outros senadores mandaram o treinador correr por eles.

Agora sai ele, sem que se tenha concluído se é capaz de pedalar noutra bicicleta que não a disponibilizada por Pinto da Costa. “Who knows?”

605 visualizações