— ler mais..

A imprensa internacional é praticamente unânime na avaliação que faz da participação de Portugal no Euro’2012 e centra-se em dois pontos fundamentais:   1. Cristiano Ronaldo é absolutamente decisiv..." /> — ler mais..

A imprensa internacional é praticamente unânime na avaliação que faz da participação de Portugal no Euro’2012 e centra-se em dois pontos fundamentais:   1. Cristiano Ronaldo é absolutamente decisiv..." /> Semanada - Record
18 Junho, 2012

O que vale Portugal

A imprensa internacional é praticamente unânime na avaliação que faz da participação de Portugal no Euro’2012 e centra-se em dois pontos fundamentais:

 

1. Cristiano Ronaldo é absolutamente decisivo, brilhante, candidato a Bola de Ouro FIFA, quando alimentado pelas doses certas de motivação;

 

2. Portugal é uma equipa de expetativa, que só joga bem – muito bem, pode acentuar-se – quando está em apuros.

 

É talvez por isso que ainda não se sabe bem até onde pode chegar esta Seleção, que só conta com o melhor Ronaldo a espaços e em condições especiais, e que ainda não foi capaz de entrar a controlar e a querer definir os destinos do jogo.

 

O jogo com a República Checa será uma boa oportunidade para clarificar qual o estatuto de Portugal, se é o de uma grande equipa para discutir o título, se o do eterno “challenger” capaz de fazer uns brilharetes, mas irremediavelmente condenado a cair perante um dos candidatos.

 

681 visualizações
11 Junho, 2012

A Itália de Pirlo

O melhor jogo do Euro’2012 foi, até agora (19h08 de 2.ª feira, 11/6), o Espanha-Itália. E foi-o porque em campo estava o melhor médio do Mundo, o italiano Pirlo. Ele tem a bola, ele controla o jogo, ele faz um passe de 30 metros, ele dribla dois adversários e lança o pânico na defesa adversária. Pirlo faz tudo bem.

E a Itália regida por Pirlo fez a cabeça em água aos campeões da Europa e do Mundo. Porque os obrigou a fazer aquilo que menos gostam: correr, pensar que têm de correr atrás de alguém que lhes aparece nas costas.
Subitamente o Europeu ganhou um candidato mais a juntar à Espanha e à Alemanha – que a Holanda está por baixo, e a Inglaterra e a França têm de mostrar muito mais para serem encaradas como tal.

Para melhor jogador do Euro’2012 há um candidato: Pirlo. Apesar de Iniesta não saber jogar mal.

514 visualizações