Monthly Archives: Maio 2014

A inflação de 4% e a relevância do Fórum de Sintra

27/05/2014
Colocado por: Rui Peres Jorge
Fórum de Sintra

Fórum de Sintra

 

Termina hoje em Sintra um encontro de dois dias que debate os principais desafios que se colocam à política monetária internacional e que conta com os mais altos responsáveis do BCE e FMI, vários governadores de bancos centrais e muitos economistas que nos últimos anos têm marcado o pensamento sobre a actividade dos banqueiros centrais e das políticas monetárias e financeiras.

 

Sendo a estreia do BCE na organização de uma grande conferência internacional deste tipo, ainda permanece uma incógnita a influência do Fórum de Sintra – que pretende complementar deste lado do Atlântico a reflexão que anualmente, no final de Agosto, ocorre em Jackson Hole nos EUA. A experiência norte-americana aconselha a que não se desvalorizem estes encontros informais que juntam, em ambiente prazenteiro, alguns dos homens (e muito poucas mulheres) mais poderosos do mundo, seja pela força das suas ideias, seja pela sua capacidade de influenciar a vida de cada um de nós com as suas decisões. Vejamos alguns exemplos.

 

Ler mais

McSalários: Governo assina protocolo de emprego, enquanto mundo protesta

20/05/2014
Colocado por: Nuno Aguiar

O timing é no mínimo estranho. O Governo assina esta tarde um protocolo de emprego com o McDonald’s, menos de uma semana depois de os trabalhadores da cadeia de restaurantes (e de outras empresas de “fast food”) terem iniciado uma onda de greves e protestos em 150 cidades dos Estados Unidos e outros 33 países por todo o mundo, reivindicando melhores salários.

 

Fast-Food Strikes in 50 U.S. Cities Seeking $15 Per HourTrabalhador do McDonald’s, em protesto em Los Angeles, em Agosto do ano passado. Fonte: Patrick Fallon/Bloomberg

Ler mais

Couves, peixe e alheiras a caminho da Secretaria-geral da Saúde

19/05/2014
Colocado por: Marlene Carrico

A Secretaria-geral do Ministério da Saúde arrisca-se a passar a ter de gerir uma espécie de “banco alimentar”, caso avance a proposta de despacho do Ministério da Saúde para um “Código de Ética para a Saúde”. Médicos, enfermeiros e outros profissionais de saúde poderão ter de vir a entregar todas as ofertas que recebem.

 

Ler mais

Tropeção inesperado no PIB aconselha cautela

15/05/2014
Colocado por: Rui Peres Jorge

O PIB contraiu 0,7% face ao final de 2013, tropeçando no arranque do ano. Os economistas da Universidade Católica falam de dados “inesperadamente desfavoráveis”, mas mantêm previsão de recuperação em 2014, embora o façam com mais cautela. Filipe Garcia, da IMF, avisa para riscos de maior volatilidade na economia. E José Miguel Moreira, do Montepio, diz que o banco mantém previsão de crescimento de 1,2%, mas com “riscos descendentes”.

 

Nota do editor: No “Reacção dos Economistas” pode ler, sem edição do Negócios, a análise aos principais indicadores económicos pelos gabinetes de estudos do Montepio, Millennium bcp, BPI, NECEP (Universidade Católica) e IMF, isto sem prejuízo de outras contribuições menos regulares. Esta é parte da “matéria-prima” com que o Negócios trabalha e que agora fica também ao seu dispor.

  Ler mais

Inflação negativa em 5 dos últimos sete meses

13/05/2014
Colocado por: Rui Peres Jorge

A inflação homóloga de Abril foi de -0,1%. Este é um valor mais elevado que os -0,4% de Março, mas é também o terceiro mês consecutivo de queda de preços no País. José Miguel Moreira, do Montepio, explica que a subida de inflação se deveu em grande medida à classe dos transportes, e sublinha que nos últimos sete meses, cinco registaram inflação negativa. Filipe Garcia, da IMF, aponta para uma ligeira subida da inflação no resto do ano. O Montepio mantém a previsão de uma inflação média no ano de 0,3%.

 

Nota do editor: No “Reacção dos Economistas” pode ler, sem edição do Negócios, a análise aos principais indicadores económicos pelos gabinetes de estudos do Montepio, Millennium bcp, BPI, NECEP (Universidade Católica) e IMF, isto sem prejuízo de outras contribuições menos regulares. Esta é parte da “matéria-prima” com que o Negócios trabalha e que agora fica também ao seu dispor.
 

Ler mais