Claudia Futsal

Entre o fazer história e a indiferença

28 Agosto, 2018 0

É já no próximo mês de setembro que arranca a fase de qualificação para o 1.º Campeonato da Europa de futsal feminino. Oliveira de Azeméis, cidade habituada a ser palco de grandes competições de futsal, recebe o Grupo 4, que será disputado por Portugal, Sérvia, República Checa e Finlândia.

 

É um passo histórico e muito importante para a modalidade, que começa a ter o reconhecimento merecido, com as jogadoras a poderem finalmente representar a Seleção Nacional numa competição oficial, sem terem de passar para o futebol. Levou tempo, mas mais vale tarde do que nunca…

 

O que tarda mesmo em acontecer é a divulgação do palco do Campeonato do Mundo de futsal, prova que está agendada para 2020. Na FIFA certamente que há prioridades. Houve um Campeonato do Mundo de futebol, houve um Mundial sub-20 de futebol feminino. Será que agora há um tempinho para tomarem uma decisão?

Até quando FIFA?

5 Julho, 2018 0

O futsal tem vindo a ganhar o seu espaço, contudo ainda há instituições que teimam em tratá-lo como um parente pobre.

 

A UEFA  apostado cada vez mais no futsal. Gradualmente, mas de forma consistente. Ainda esta quinta-feira (5 de julho) foi mais um dia histórico para a modalidade, com a realização do sorteio da fase de apuramento para o primeiro Campeonato da Europa de futsal feminino. Um passo de gigante para  crescimento da modalidade, para a igualdade de género, para o direito que as meninas têm de poder sonhar participar num Europeu sem terem de abandonar o futsal e começar a jogar futebol. Há meninas que gostam mais de futsal, outras mais de futebol, todas têm direito a jogar.

 

Ao contrário da UEFA, a FIFA parece ter-se esquecido do futsal. Ainda recentemente, numa entrevista que fiz ao Ricardinho, ele falou da situação caricata de já se saber onde será o próximo Mundial de futebol (2022 no Qatar) e ainda não se saber onde se realiza o próximo Mundial de futsal, que é daqui a dois anos, sabe-se lá onde.

Esta situação figura numa grande falta de respeito pelas federações que demonstraram vontade em organizar o torneio, pelos selecionadores que pretendem começar a planear a preparação, por toda a família do futsal. Para além de uma falta de respeito, demonstra também uma falta de organização.

 

A FIFA não é mãe de um filho só, tem muitos filhos e deveria pelo menos tentar tratar todos da mesma forma. Não deve haver modalidades de primeira e outras de segunda. Se a FIFA quer apenas futebol e não quer tutelar o futsal, há que levar esse assunto a uma reunião e decidir se é ou não para continuar. Para ter uma atitude tão negligente…

 

Não é a FIFA que tem feito o futsal crescer. É certo que um Mundial é um Mundial, mas há outros organismos em patamares mais baixos, como a própria UEFA e as federações nacionais, que têm feito muito mais.

 

Isto já é uma vergonha. Até quando FIFA?

 

 

Opinião – Quando começará o futsal a ser levado a sério?

2 Dezembro, 2017 0

Desde 2003 que acompanho de perto o futsal nacional e é com muita tristeza que vejo que ainda está longe de ser levado a sério. Não basta haver pessoas apaixonadas que trabalham diretamente no futsal, que vão ver futsal ou que escrevem sobre futsal. É preciso que os participantes, ‘grandes’ ou ‘pequenos’, sejam tratados com respeito e dignidade.

Decisões tardias a nível disciplinar ou nomeação de duplas de arbitragem para um jogo que tem como interveniente um clube com o qual tiveram problemas graves recentemente, são alguns dos erros que revelam algum amadorismo ou então alguma distração por parte de quem não leva a sério a modalidade. Não se protegem os clubes, não se protegem os árbitros.

A 14 de outubro o jogo entre Burinhosa e Pinheirense foi interrompido aos 30 minutos depois de os gondomarenses terem sofrido três expulsões (regulamentos não permitem que jogo prossiga se uma equipa tiver menos de 3 jogadores em campo. Os burinhosenses estavam a vencer por 2-0.

Cerca de 1 mês e meio depois, a FPF notificou os clubes de que seria considerado como resultado final o 2-0 para o Burinhosa, o que me parece justo, e informou ainda o Pinheirense de que sofreria uma subtração de 3 pontos, decisão passível de recurso.

Qual o problema? A decisão foi conhecida a dias de se disputar a última jornada da 1ª volta da fase regular da Liga, ou seja, pouco antes de serem conhecidos os 8 participantes na Taça da Liga. A equipa de Gondomar qualificou-se mas… não sabe se vai participar. No sentido inverso, o Rio Ave está à espera de uma decisão definitiva. Neste momento os gondomarenses estão na Taça da Liga, mas podem ser desqualificados, dando o lugar ao Rio Ave.

A questão que coloco é: dada a habitual lentidão das decisões disciplinares, havendo um tempo para recurso e estando quase em época de festas, quando será conhecida a decisão final? Será que vamos conhecer os participantes na Taça da Liga… antes da data da Taça da Liga (11 a 14 de janeiro)?

A cereja no topo do bolo foi a nomeação do Conselho de Arbitragem para o jogo Futsal Azeméis-Pinheirense: nada menos do que a dupla que esteve no polémico Burinhosa-Pinheirense. Há uma situação ainda a ser resolvida e não se protege os protagonistas? Será que os árbitros se sentiram confortáveis?

Já não percebo nada…

Primeira jornada sem surpresas

12 Setembro, 2017 0

A primeira jornada da Liga de ftsal decorreu sem surpresas. Venceram os favoritos e os resultados fazem adivinhar que será mais uma vez uma luta desigual, com dois candidatos ao título, um forte candidato a outsider (Sp. Braga) e os restantes a lutar pelo playoff.

Com o primeiro hat-trick da temporada, o sportinguista Fortino é o melhor marcador da Liga.

1ª Jornada – Resultados
Sporting-Leões de Porto Salvo, 8-1
Belenenses-Fundão, 3-3
Fabril-Futsal Azeméis, 3-4
Pinheirense-Sp. Braga, 0-5
Burinhosa-Benfica, 2-4
Modicus-Quinta dos Lombos, 3-1
Rio Ave-CD Aves, 2-1

Taça de Portugal: Benfica domina nas duas frentes

14 Maio, 2017 0

O Benfica conquistou este domingo a sua 7.ª Taça de Portugal em futsal masculino e a 3.ª em futsal feminino, sendo a equipa que mais vezes conquistou o troféu nos dois escalões.

Taça de Portugal – masculinos
2016/17         Benfica
2015/16         Sporting
2014/15         Benfica
2013/14         Fundão
2012/13         Sporting
2011/12         Benfica
2010/11         Sporting
2009/10         Belenenses
2008/09         Benfica
2007/08         Sporting
2006/07         Benfica
2005/06         Sporting
2004/05         Benfica
2003/04         SL Olivais
2002/03         Benfica
2001/02         FJ Antunes
2000/01         FJ Antunes
1999/2000     Correio da Manhã
1998/99         Instituto D. João V
1997/98         Miramar

Resumo: Benfica (7), Sporting (5), FJ Antunes (2), Belenenses, Correio da Manhã, Fundão, Instituto D. João V,  Miramar e SL Olivais

Taça de Portugal – femininas
2016/17         Benfica
2015/16         Benfica
2014/15         Quinta dos Lombos
2013/14         Benfica

Resumo: Benfica (3) e Quinta dos Lombos

OPINIÃO – O que se passa Sporting?

13 Maio, 2017 0

Quando se começou a preparar esta temporada e foram sendo conhecidos os reforços da equipa de futsal do Sporting, naquele que foi, muito certamente, o maior investimento alguma vez feito num plantel no nosso futsal, muitos falaram numa super equipa.

Os prognósticos foram-se confirmando no campeonato e depressa fizeram esquecer a derrota na Supertaça (os leões tinham tido mais jogadores no Mundial). Contudo, nas grandes decisões algo falhou.

No ano em que se pretendia um triunfo inédito na UEFA Futsal Cup, o nome do Sporting entrou para a história da competição pelos piores motivos, ao sofrer a maior derrota de sempre numa final da prova (7-0 com o Inter Movistar).

Por cá já falhou em duas decisões, a Supertaça e a Taça de Portugal, dois objetivos que foram assumidos no início da temporada e que caíram por terra, aos pés do rival de sempre, Benfica.

Quer com o Inter Movistar, quer com o Benfica, ninguém pode dizer que a equipa não jogou bem (contra os espanhóis com mais erros e menor concentração), mas falhou. Não foi tão objetiva, tão acutilante como habitualmente. Os adeptos falam em mentalidade. O presidente Bruno de Carvalho diz que é preciso mais.

Mas afinal o que falhou? O que faz uma super equipa falhar no ‘mata-mata’? É certo que só no final se fazem os balanços e os leões ainda têm o título nacional para disputar. Contudo, há respostas a dar. E não é a nós, jornalistas, mas sim aos adeptos. Só esses devem ser importantes.

Carlos França apadrinha Novasemente na Taça de Portugal

7 Maio, 2017 0

No próximo fim-de-semana disputam-se as final-four da Taça de Portugal em futsal feminino e masculino, em Gondomar.

Este domingo a direção do Novasmente anunciou que as suas jogadoras vão ter como padrino o antigo guarda-redes da Seleção Nacional Carlos França.

A formação de Anta (Espinho), que foi campeã nacional na época 2014/15, vai disputar a meia final frente ao Lusitânia de Lourosa, dia 13 às 11h15. No mesmo dia, mas às 13 horas, Benfica e Sporting jogam a outra meia final.

Comunicado Novasemente

A direção do Clube Novasemente vem por este meio comunicar que o Internacional CARLOS FRANÇA será oficialmente o padrinho da nossa equipa senior de futsal feminino,que vai participar na final-four da Taça de Portugal de futsal,que irá decorrer entre os dias 12,13 e 14 de Maio em Gondoma.

Registamos a aceitação do convite por tão ilustre e representante do futsal Nacional ao qual lhe comunicamos a felicidade e o prazer da sua companhia

 

Image may contain: 1 person, standing

UEFA Futsal Cup: Sporting entre campeões

23 Abril, 2017 0

O Sporting já partiu para Almaty, uma cidade com memórias agridoces para o campeão nacional. Por um lado, foi na cidade do Cazaquistão, no extremo Leste da Europa, que os leões chegaram pela primeira vez à final-four da UEFA Futsal Cup (tinha estado na meia-final, mas num outro formato da prova) e fizeram também a estreia na final. Por outro, perderam o jogo decisivo com os italianos do Montesilvano por um pesado 5-2.

Os campeões nacionais têm as mesmas três presenças na final-four que o rival Benfica, contudo os encarnados conseguiram o único título internacional para o futsal português, ao vencerem a final da UEFA Futsal Cup em Lisboa, numa final em que bateram o então Boomerang Interviú (3-2).

Mas voltando ao Sporting…
Os campeões nacionais partem para este torneio como o único participante que nunca conquistou o troféu. Este factor pode contar em termos estatísticos mas certamente que não será tida em conta pelos adversários, olhando para o plantel orientado por Nuno Dias.

A direção do emblema de Alvalade aumentou o orçamento das modalidades, o que levou ao maior investimento de sempre no futsal. A qualidade que a equipa tem demonstrado na Liga comprova a qualidade dos jogadores (dos que chegaram e dos que continuaram) e alimenta o sonho dos adeptos do Sporting, que têm todos os motivos para acreditar que é desta que vai chegar o desejado título Europeu.

Os leões jogam a meia-final da sexta-feira frente ao atual detentor do título, Ugra Yogursk (Rússia), às 13 horas de Portugal Continental. Inter Movistar (Espanha) e os anfitriões do Kairat Almaty defrontam-se 1h30 depois.

Tudo a postos rumo à Eslovénia

6 Abril, 2017 0

A Seleção Nacional está desde esta quinta-feira em Calarasi, na Roménia, onde vai disputar o Grupo D de apuramento para o Campeonato da Europa Eslovénia 2018.

Portugal parte como favorito à qualificação direta (ou seja, a vencer o grupo) e nem a alteração à última hora na convocatória, a saída do lesionado Cardinal e a entrada de Pedro Cary, desmotivou a equipa.

O primeiro jogo é este sábado frente à Letónia, que os portugueses defrontaram apenas por uma vez. Segue-se a Finlândia (domingo) e o anfitrião (terça-feira).

Calendário do Grupo D
Dia 8/4
PORTUGAL-Letónia, 14h30 (direto na CMTV)
Roménia-Finlândia, 17 horas
Dia 9/4
Finlândia-PORTUGAL, 14h30 (direto na CMTV)
Roménia-Letónia, 17 horas
Dia 11/4
Letónia-Finlândia, 13h30
PORTUGAL-Roménia, 16 horas (direto na CMTV)
Nota: hora em Portugal Continental, menos 2 horas do que na Roménia

 

IMG_20170404_175322_880 IMG_20170404_175322_881

Opinião – O lado pior das pessoas

19 Dezembro, 2016 0

Não sei se é por estarmos próximos do Natal, de repente ficamos mais sensíveis ao que se passa à nossa volta. Confesso que hoje não me apetecia escrever sobre futsal ou futebol, depois de ver tudo o que está a acontecer no nosso Mundo, nomeadamente a tragédia humanitária em Aleppo
No entanto, eis que o ser humano me surpreende pela negativa, e dá-me outras razões para opinar sobre aquilo que ocupa o meu dia-a-dia: o desporto no meu Portugal.

Na tarde deste sábado a lesão grave de um jogador fez sobressair o lado melhor e o pior das pessoas. Estou a falar do lance que envolveu Bruno Graça e Mamadu Turé, no Benfica-Sporting da 11ª jornada do nacional de juniores, que se realizou no Pavilhão da Luz. Curiosamente, e apesar das imagens fortes, não foi a lesão que mais me impressionou.

O momento, de dor de um jovem travado com alguma agressividade, foi arrepiante, mas depressa se percebeu que o adversário não teve qualquer intenção, não só pela forma como tentou ajudar o colega ou por ter chamado assistência, mas também por ter pouco depois saído para o banco quase em lágrimas. Apesar de já serem rapazes crescidos, o escalão Sub-20, ou júnior, ainda é de formação. Ainda estão a crescer enquanto pessoas e atletas, apesar de tudo o que lhes é exigido por representarem determinadas instituições. E ainda sabem não misturar o clube com a amizade e o reseito pelo adversário.

As imagens que vi na televisão foram chocantes, mas os comentários que se seguiram nas redes sociais foram igualmente perturbadoras. Apesar de os comentários e opiniões na Internet terem a importância que se quiser dar, o que me incomoda é saber que há pessoas a pensar coisas tão aberrantes como que foi um ato premeditado ou capazes de partir para o insulto. Como é que se pode chamar assassino a um jovem por causa de um lance mas duro? E partir para insultos racistas? A sério???

Pior do que não se saber o que é o fairplay, é não se separar aquilo que a pessoa faz (ser jogador de X ou Y) do que é (um ser humano).