epa05765673 Manchester United's Paul Pogba in action during the English Premier League soccer match between Manchester United and Hull City held at Old Trafford, Liverpool, Britain, 01 February 2017. EPA/PETER POWELL EDITORIAL USE ONLY. No use with unauthorized audio, video, data, fixture lists, club/league logos or 'live' services. Online in-match use limited to 75 images, no video emulation. No use in betting, games or single club/league/player publications / Manchester United FC v Hull City FC / EPA / PETER POWELL / epa05765673 / BRITAIN SOCCER ENGLISH PREMIER LEAGUE / SOCCER / . / Manchester / EDITORIAL USE ONLY. No use with unauthorized audio, video, data, fixture lists, club/league logos or 'live' services. Online in-match use limited to 75 images, no video emulation. No use in betting, games or single club/league/player publications / Old Trafford

 

Alguns meses depois da criação deste blog, estava na altura de um artigo à altura do nome ‘Passe Teleguiado’. Senhores e senhoras, Paul Pogba.

 

O passe de Pogba é fantástico, a receção de bola de Rashford também, só faltou a finalização para o lance ser perfeito.

O exemplo seguinte é semelhante –  a ‘peitaça’ de Fellaini também merece ser destacada.

 

E, de vez em quando, também pode ir de trivela:

E que tal recordar mais uns quantos com a camisola da Juventus e da seleção francesa?

Esta época, Pogba é o segundo jogador com mais passes na Premier League – 1601 em 22 jogos, atrás do Jordan Henderson (Liverpool) – com uma média de 72,77 passes por jogo. Em passes longos, 116 chegaram ao destino certo, mas assistências para golo são apenas 3. Sim, eu sei, Pogba custou 105 milhões de euros. Não sei se vale tanto, mas sei que vale a pena ver passes destes.