— ler mais..

  Este fim de semana, os delegados da Liga, agora coordenados por Reinaldo Teixeira, um dos poucos grandes senhores do nosso futebol, fizeram o seu convívio de Natal, que se realizou em Coimb..." /> — ler mais..

  Este fim de semana, os delegados da Liga, agora coordenados por Reinaldo Teixeira, um dos poucos grandes senhores do nosso futebol, fizeram o seu convívio de Natal, que se realizou em Coimb..." /> Pedro Proença e os delegados da Liga - Bola na Área - Record

Bola na Área

Voltar ao blog

Pedro Proença e os delegados da Liga

21 Dezembro, 2015 1402 visualizações

PP

 

Este fim de semana, os delegados da Liga, agora coordenados por Reinaldo Teixeira, um dos poucos grandes senhores do nosso futebol, fizeram o seu convívio de Natal, que se realizou em Coimbra.

Pedro Proença foi convidado e apareceu. O presidente da Liga fez questão de pagar o almoço, que custou 1500 euros, do seu bolso, como demonstração da sua satisfação pela mudança de paradigma que está a decorrer numa das áreas mais sensíveis da organização dos nossos jogos.

BnA sabe ainda que PP esteve acompanhado pelo diretor executivo de competições, António Gaspar Dias, e pela respetiva diretora, Helena Pires. O presidente da Liga entendeu premiar o empenhamento de todos na tal mudança de que já se falou, que passa muito por um novo perfil de delegado da Liga, num corte, que tem de ser gradual, com o passado.

Nos últimos anos, a equipa de delegados da Liga vinha a ser formada por “carolas”, muitos deles com passagens pelos principais clubes portugueses, que nem sempre tinham comportamentos corretos nos estádios.

Agora sob o comando de Reinaldo Teixeira, que também foi delegado da Liga, pretende-se uma equipa de delegados com outro perfil, numa dinâmica diferente. Note-se que a equipa de delegados da Liga é formada atualmente por 62 elementos.

NOTA FINAL: A nota de 2,2 a Jorge Sousa no Nacional-FC Porto penaliza-o por dois penáltis favoráveis ao Nacional que o observador do árbitro a comissão de visionamento, presumo, consideraram. Se tivesse sido só por um, a nota teria sido 2,5. É uma nota muito má que o árbitro internacional demorará algum tempo a digerir e a conseguir recuperar, ele que tem sido nos últimos anos o melhor do ranking nacional – um objetivo agora hipotecado.

Comentários

Jorge Há 5 anos

existe erros de arbitragem que fazem lembrar os anos negros do futebol, será que estamos novamente lá ?!!