— ler mais..

 Não sei se estiveram suficientemente atentos ao debate-combate entre Passos Coelho e António Costa. Eu estive, como sempre. E foi isto que ouvi. Pergunta de Pedro Sousa: – Defende um mercad..." /> — ler mais..

 Não sei se estiveram suficientemente atentos ao debate-combate entre Passos Coelho e António Costa. Eu estive, como sempre. E foi isto que ouvi. Pergunta de Pedro Sousa: – Defende um mercad..." /> Passos/Costa – o debate que merecíamos - Bola na Área - Record

Bola na Área

Voltar ao blog

Passos/Costa – o debate que merecíamos

10 Setembro, 2015 576 visualizações

 Não sei se estiveram suficientemente atentos ao debate-combate entre Passos Coelho e António Costa. Eu estive, como sempre. E foi isto que ouvi.

Pergunta de Pedro Sousa:

– Defende um mercado aberto ou fechado e porventura tem alguma notícia de transferências que me possa dar em primeira mão?

PASSOS COELHO – O mercado é que comanda, o mercado é que governa, o mercado é que conta. Sou completamente liberal e não me importo que a banca de salsinha alemã seja maior que a das couves galegas. As salsichas e as couves que tratem das suas vidinhas. Quanto às transferências, vai ter de perguntar ao Relvas, que já está no estúdio da TVI.

ANTÓNIO COSTA – Relativamente ao mercado, tenho a informar que a câmara de Lisboa acaba de adquirir o Mercado do Bom Sucesso no Porto. Quanto a transferências, vai ter de perguntar ao José Lello, que está a ver o debate na casa da ex-mulher do Sócrates.

Pergunta de Rui Santos:

– Tem alguma pergunta para colocar no Tempo Extra?

PASSOS COELHO – Por acaso tenho. Posso ir a prolongamento?

ANTÓNIO COSTA – A sua pergunta é extraordinária. Mas, sim, gostava de saber onde compras os fatos.

Pergunta de Luís Freitas Lobo:

– Como se transita rapidamente para uma situação de evolução económica rápida com um bloco baixo?

PASSOS COELHO – Vai ter de perguntar isso ao Guardiola.

ANTÓNIO COSTA – Tem de fazer a pergunta aos lesados do BES.

Pergunta de Pedro Guerra:

– Desculpem mas tenho de dizer ao sr. Costa que é um menino com essa história dos gráficos (depois falo consigo e explico melhor). A minha pergunta é: Não acham que estão a ser muito demagogos?

PASSOS COELHO – Não trouxe qualquer gráfico.

ANTÓNIO COSTA – Sou contra a demagogia e nunca houve cheias em Lisboa.

Pergunta de Joaquim Rita:

– Qual de vocês se sente o José Maria Pedroto da política?

PASSOS COELHO – Só não vim de boné por respeito ao protocolo destes debates mas logo que sair vou coloca-lo.

ANTÓNIO COSTA – Com todo o respeito pelo senhor José Maria, sinto-me mais próximo do Lopetegui.

Pergunta de Bruno Prata:

– Imaginem-se os dois numa ilha até então deserta. Qual de vocês seria o Sexta-Feira?

PASSOS COELHO – Como compreende, a minha imaginação é ainda mais limitada que uma ilha desse tipo.

ANTÓNIO COSTA – Considero essa uma pergunta absolutamente racista.

Pergunta de Rui Malheiro:

– O punk rock tem algum ponto de interceção com esta nova moda dos gins?

PASSOS COELHO – Não sei. Quanto a estes gins, acho-os demasiados doces.

ANTÓNIO COSTA – Tudo tem a ver com tudo porque nada acontece por acaso, nem esse seu estranho penteado.

Pergunta de Jorge Coroado:

– Ora bem, se um empreiteiro vos oferecesse um serviço Vista Alegre que atitude tomariam?

PASSOS COELHO – Fazia vista grossa.

ANTÓNIO COSTA – Ficava alegre mas mandava entregar na casa do Jorge Coelho.

Pergunta de João Malheiro:

– A questão coloquial que neste confronto de ideias me apraz demandar…

PASSOS COELHO -…Viva o Eusébio!

ANTÓNIO COSTA – …Viva!