— ler mais..

Economistas e outros “istas” vêm defendendo os produtos nacionais. O ministro Álvaro, por exemplo, entronizou o pastel de nata como rei da produção tuga e como solyção para o problema ..." /> — ler mais..

Economistas e outros “istas” vêm defendendo os produtos nacionais. O ministro Álvaro, por exemplo, entronizou o pastel de nata como rei da produção tuga e como solyção para o problema ..." /> Galos de barro, fogaças e ovos moles - Bola na Área - Record

Bola na Área

Voltar ao blog

Galos de barro, fogaças e ovos moles

30 Janeiro, 2012 899 visualizações

Economistas e outros “istas” vêm defendendo os produtos nacionais.

O ministro Álvaro, por exemplo, entronizou o pastel de nata como rei da produção tuga e como solyção para o problema da crise (acabei de comer um e não estava mau).

Este domingo ficamos todos a saber que há outro produto do nosso condado com grandes virtualidades: o galo de Barcelos. O magriço.

Foi precisamente em Barcelos que o campeão nacional bateu na parede, precisamente na altura em que se pensava que tinha resolvido os seus problemas.

Hulk faz mesmo muita falta…

Queixa-se agora Vítor Pereira de dois penáltis que ficaram por marcar e de um golo sofrido em fora-de-jogo. Os dois primeiros lances podem ser discutidos, o último é claro.

Mas convém não esquecer que o Gil Vicente marcou 3 golos. Repito: 3 golos.

Na mesma jornada em que o Benfica esteve quase a perder mas viu um dos assistentes de Rui Costa invalidar mal um primeiro golo da equipa da Feira. Terra de outro grande produto made in Portugal: a fogaça.

Esta foi, pois, a jornada do galo de Barcelos e da fogaça. Os ovos moles de Aveiro, esses, bateram em pedra dura…

COMENTÁRIO EM DESTAQUE

José11Moreira disse em 30-01-2012 às 12h49

Eu, sem qualquer tipo de ironia, sou partidário do efeito borboleta nas nossas vidas. Como tal, mais do que concordar com o António Barnabé e na possibilidade de se falharem penaltis, de se falharem golos isolados de ser líquido que ganhemos quando o adversário se encontre reduzido a 10, acredito que mesmo pequenas acções provocam grandes alterações. Mesmo um lançamento de linha lateral mal assinalado altera todo o decorrer do jogo. É estúpido? Talvez. É loucura? a minha mãe com a 4ª classe diz que sim. Mas talvez faça sentido;)

Por isso acredito que, apesar dos erros de arbitragem, são poucos os jogos em que a melhor equipa não ganha. Vejamos o SCP. Nas primeiras jornadas dizem que lhes foram retirados 7 pontos por erros de arbitragem. A minha pergunta é, fosse o Sporting de inicio de época aquele que chegou à Luz a 1 ponto e os erros arbitragem teriam acontecido ou não seriam ultrapassados pela maior qualidade dos leões? Ach que sim.

Em Sta. Maria da Feira, apesar de discordar da forma como JJ montou a equipa, concordo com ele quando diz que só o Benfica poderia sair vencedor do jogo, face ao volume de jogo e oportunidades criadas. O Feirense foi muito inferior? não. Foi um osso duro de roer, foi um adversário valente, inteligente, digno. Houve 2 fora-de-jogo mal assinalados a seu favor, tal como Tiago não deveria ter acabado o jogo.

Em Barcelos o Porto ficou com razões de queixa, é um facto, como facto é que em todo o jogo, à excepção do golo de Varela (que ainda desviou no defesa), de dois remates extemporâneos de Belluschi, o FPC não criou uma única oportunidade de golo. Em Barcelos a equipa que não perdia à 55 jogos (record absolutamente fantástico) sofreu 3 (!!!) golos…

P.S 1 – Acho deselegante, pouco inteligente, grave, e criminoso que VP envolva o Benfica na má arbitragem do seu jogo. Que PC o fizesse, aceitava, mas o treinador do adversário procurando esconder-se atrás disso, é absolutamente estúpido.

P.S. 2 – VP apelidou a arbitragem de vergonhosa… Como apelidaria Bruno Paixão o treino de VP?? ahahah

Comentários