— ler mais..

Depois de quatro longos anos de travessia do deserto, Jesualdo Ferreira vai regressar à normalidade. Menos de 24 horas depois de ter rescindido com o FC Porto, recusando um convite que foi feito n..." /> — ler mais..

Depois de quatro longos anos de travessia do deserto, Jesualdo Ferreira vai regressar à normalidade. Menos de 24 horas depois de ter rescindido com o FC Porto, recusando um convite que foi feito n..." /> AGORA ATURE-OS - Bola na Área - Record

Bola na Área

Voltar ao blog

AGORA ATURE-OS

27 Maio, 2010 1024 visualizações

Depois de quatro longos anos de travessia do deserto, Jesualdo Ferreira vai regressar à normalidade. Menos de 24 horas depois de ter rescindido com o FC Porto, recusando um convite que foi feito na certeza de que seria recusado, o agora ex-treinador do FC Porto começa a ser elogiado.

Já se temia.

Neste país há apenas duas maneiras rápidas de justificar algum consenso positivo.

– Integrar os quadros do Benfica.

– Ser um ex-profissional do FC Porto.

O óptimo é mesmo um ex-profissional do FC Porto integrar os quadros do Benfica mas isso é algo que já não acontece há algum tempo, embora o mesmo já não se possa dizer dos verdadeiros kamikaze que saem do Benfica para o FC Porto.

Cá por mim, estou à vontade. Sempre gostei de Jesualdo Ferreira, desde que o conheci como adjunto de Toni no Benfica e a seguir no Bordéus. Depois, tive apenas esporádicos contactos com o professor mas através de alguns amigos comuns, que ele estima bastante, fui seguindo o seu percurso.

O trabalho que realizou no Sp. Braga deu sequência à boa série de Manuel Cajuda e foi papinha quase feita para Jorge Jesus. O hoje treinador do Benfica – de quem só posso, naturalmente, dizer bem, caso contrário este blogue passa do fundo do quintal para a lixeira municipal… – potenciou o que estava feito mas Domingos Paciência fez melhor. Foi este também o azar de Jesualdo. Numa época normal do 1.º e 2.º classificados, o FC Porto teria sido campeão.

A carreira do professor vai prosseguir depois de um período de férias em Vinhais, perdão, Mirandela. Acredito que irá parar nos próximos meses e que o teremos de volta lá para Outubro ou Novembro num emblema da “classe média” do nosso campeonato. Para um final de carreira tranquilo, olímpico, e observando de palanque o que entretanto vai acontecer no FC Porto que levou ao tetracampeonato.