— ler mais..

Um dos casos mais espantosos de branqueamento informativo teve como protagonista recente Luís Figo. No dia em que o “Correio da Manhã” avançou com a notícia de que a Tagus Park pagou 7..." /> — ler mais..

Um dos casos mais espantosos de branqueamento informativo teve como protagonista recente Luís Figo. No dia em que o “Correio da Manhã” avançou com a notícia de que a Tagus Park pagou 7..." /> FIGO – UM ESPECTACULAR CASO DE BRANQUEAMENTO - Bola na Área - Record

Bola na Área

Voltar ao blog

FIGO – UM ESPECTACULAR CASO DE BRANQUEAMENTO

20 Abril, 2010 1035 visualizações

Um dos casos mais espantosos de branqueamento informativo teve como protagonista recente Luís Figo. No dia em que o “Correio da Manhã” avançou com a notícia de que a Tagus Park pagou 750 mil euros ao antigo internacional para tomar um pequeno-almoço com José Sócrates no último dia da campanha eleitoral, foram mais aqueles que tentaram ignorar o facto que os que quiseram saber mais alguma coisa. Á seguir vieram os desmentidos e as ameaças de processos através dos escritórios de advogados lisboetas que vão passando pela respectiva ordem, onde hoje se senta, qual Sitting Bull, um tal Marinho Pereira que se constitui como uma espécie de braço armado do Pinto de Sousa da Covilhã, que por acaso até é primo do Pinto de Sousa dos árbitros. O tempo passou e o Ministério Público acabou por considerar que o caso tinha mesmo pernas para andar. Só não acusou Luís Figo porque a lei tem malhas sempre bastante performantes e bastou ao futebolista que trocou o Bsrcelona pelo Real Madrid por um camião de pesetas declarar que não sabia que a Tagus Park é uma empresa com capitais públicos para se tornar apenas em mais uma testemunha do processo. Pois bem, o que é que disseram alguns jornais no dia seguinte. Isto: FIGO ILIBADO. Não sei, antes do mais, como é que alguém pode ser ilibado depois de não ter sido acusado ou pronunciado. É a tal história de querermos ser mais papistas que o Papa. Neste caso omitindo o simples facto de que Luís Figo é apenas o sujeito desta história. Ou será que o foi um duplo do famoso futebolista que esteve a comer torradinhas com manteiga com o Pinto de Sousa, o da Covilhã, obviamente.