Bola na Área

ARRE BURRO!

2 Setembro, 2010 0

O plano de salvação do professor Queiroz não está a correr bem e esta foto do Record mostra-nos bem uma imagem que é um prenúncio de derrota: um CQ com a pele a cair…

Há muito tempo que não via tantos a defenderem tão pouco mas entendo que os energúmenos das tascas e dos camarotes vejam neste caso uma espécie de teoria da conspiração contra quem usa BOM VERNÁCULO, ou seja, linguagem de carroceiro pago principescamente.

Carlos Queiroz lá terá os seus méritos. Que tem muitos amigos já eu sabia e todos confirmámos.

O que não entendo é o silêncio de Gilberto Madaíl perante esta trapalhada. E o embaraço de um governo que já tem tanta sarna para se coçar que não se quer perder nos corredores do futebol, não vá Laurentino ser dependurado outra vez, embora em forma de boneco, num poste de electricidade de Famalicão…

CQ ameaça agora com advogados e tribunais. Em nome da sua dignidade. É uma causa que lhe assiste mas que não cola.

Dignidade, sim, mas coragem também.

Coragem para bater com a porta e esperar depois pelos trocos.

Virar as costas a tudo isto, partir para outra. Com os amigos que tem (até na Suíça), depressa encontrará clube.

Os portugueses, coitados, é que não merecem este choradinho, estas lágrimas de jacare e este coro de virgens ofendidas.

Que espectáculo deprimente!

VULVASZELAS

10 Agosto, 2010 0

Como todos já entendemos, o professor doutor Carlos Queiroz nada tem contra a vulva da mãe do dr. Luís Horta. Depois de ter dito que não é alcoólico nem atrasado mental – sem precisar a quem se referia, embora seja fácil de adivinhar -, o treinador que continuará no comando da nossa selecção apesar de todo este folclore veio agora afirmar que tudo não passa de uma tempestade num copo sem água. Pelo que conheço do bicho – e que reparem que com isto não estou a chamar animal a ninguém -, esta é apenas mais uma tirada atirada a cuspo e que vai directamente para a galeria das frases queirosianas cuja hermenêutica dialética se afirma epistemologicamente neutra. O professor doutor Carlos Queiroz é, como todos sabemos, especialista em dizer muito conseguindo nada explicar. Ele próprio é uma redundância. Como tal, aceita-se que neste momento surja amparado nos ombros de Pinto da Costa e de Luís Filipe Vieira. Só estranhei não ter arrolado como testemunha de defesa o inefável Joaquim Oliveira ou mesmo o Armando Vara. Quanto às outras testemunhas, presumo que Jeová estará atento e um dia irá fazer descer a sua espada sobre os pecadores e as respectivas claúsulas indemnizatórias. Como todo sabem, politicamente sou ateu e a minha religião é a anarquia, o que podem confirmar na minha página no facebook.

ÚLTIMA FRONTEIRA

1 Agosto, 2010 0

Após um hiato de quase 3 semanas, cá estamos de volta após um estágio em Fronteira (Portalegre) à procura de informação em Monte do Outeiro dos Mouros.

Para além do prazer de participar numa escavação dirigida por um arqueólogo que gostava de ser jornalista desportivo (André Carneiro), este jornalista desportivo que gostava de ser arqueólogo de facto e não apenas diplomado regressou com a certeza de que o Alto Alentejo tem muito mais para nos oferecer para além do que está soterrado.

Por exemplo:

Esta piscina com água termal de Cabeço de Vide (que se saiba, a água termal com mais elevado Ph da Europa).

E ainda:

O Sol a por-se em Torre de Palma (antiga villa romana).

Tudo pertinho de Fronteira, onde a leitura do Correio da Manhã e do Record é absolutamente hegemónica nos cafés e restaurantes onde se comem caracóis do outro mundo. Foi assim que pude manter-me actualizado e perceber que, afinal, mais uma vez estalou o verniz ao professor doutor Carlos Queiroz. Apesar do proteccionismo de que continua a desfrutar nos sítios do costume, o ainda seleccionador nacional conseguiu a proeza de falar de atrasados mentais sem estar a fazer qualquer introspecção e sem provocar a ira das associações de deficientes ou mesmo do Conselho Deontológico de um sindicato qualquer da treta. Mas mais uma vez o professor K. não tekm razão.

Os atrasados mentais somos nós, os que vão contribuir com a generosa indemnização que o dito cujo professor já começou a reclamar depois de 4 anos a trabalhar para o bronze e a aparar uma barba de 3 dias. 

O VISIONÁRIO PROFESSOR QUEIROGA

29 Junho, 2010 0

Eu sei que é fácil bater nos pequeninos coreanos. Mas para eles mais uma desgraça é coisa pouca. Por isso, proponho que Portugal nomeie um embaixador naquele país: o professor Carlos Queirós. Ainda pensei no Bernardino Soares mas como o putativo dirigente comunista tem poucas hipóteses de treinar a selecção portuguesa, o melhor mesmo é enviar o treinador que bateu no Real Madrid o recorde de derrotas consecutivas. Tanto mais que o professor é um verdadeiro poliglota e acredito que estará a falar coreano em 15 dias pois comer com pauzinhos já sabe pois passou pelo Japão e ali deixou muitas saudades numa loja de sushi de take way. Ora cá está uma expressão que não é coreana nem japonesa mas que encaixa perfeitamente no estratego português que baptizou como navegadores um grupo de rapazolas ricos que tiveram a distinta lata de humilhar um país que já é uma humilhação da própria humanidade. Ouço-o agora na televisão dizer que o resultado é injusto. Desta vez concordo com ele. De facto, a Espanha não merecia vencer só por 1-0, tanto mais que utilizou as regras do futebol de salão num campo com um hectare e relvado. O que nos resta do Mundial é pouco: saber se o motorista da equipa de reportagem de A BOLA gosta de bifes bem passados, ver o que Scolari diz desta desgraça e apreciar a alta filosofia de Gilberto Madaíl. É certo: temos ainda que gramar com o Luís Freitas Lobo mais as suas transições rápidas (como foi esta de Portugal pelo Mundial da África do Sul) ou ouvir o Rui Santos a perorar sobre a verdade desportiva e a fazer de conta que um tal Carlos Queirós não praticou um crime de lesa majestade quando, com o resultado a zero, tirou do campo o jogador mais perigoso de Portugal: Hugo Almeida. Temos, no fundo, aquilo que merecemos. A depressão segue dentro de momentos e está visto que quando o assunto é futebol só José Mourinho é capaz de mudar o chip. Ah, esquecia-me. Gostei muito da prestação do melhor jogador do Mundo neste Campeonato do Mundo. Cristiano Ronaldo tem mais uns tantos troféus para pôr na vitrina ou para oferecer ao seu fiel jardineiro. Fez o que podia se mais não fez foi porque foi vencido pela exaustão por Carlos Queiroz após 45 sessões de vídeos sem que ninguém se despisse.

Mas, como diria o Carlos Daniel, até nem foi muito mau. Saímos do Mundial com um saldo de 7 golos marcados e 1 sofridos. Acho que podemos recorrer e ainda conseguir a repescagem para os quartos-de-final.

Também in “Página 1” (www.rr.pt)

OBRIGATÓRIO LER (o impostor) no LAT:

http://www.latimes.com/sports/la-sp-world-cup-jones-20100630,0,2270729.column

FOLCLORE LUSITANO

7 Junho, 2010 0

Para que o quadro vernacular ficasse completo quanto a tudo o que se passa à volta da equipa de todos nós, Carlos Queiroz fez uma tatuagem.

Não sabemos se é uma daquelas tatuagens para sempre ou uma daquelas que desaparecem ao fim do 3.º banho. Desconheço também se o nosso seleccionador toma banho todos os dias…

Mas não é não é isso que importa e que aqui me fez picar o ponto com os fregueses deste blogue de fundo de quintal.

O que achei realmente incrível foi o baptismo e a respectiva aspersão santa de Queiroz, denominando os nossos craques de NAVEGADORES.

Confesso que, face à queda de alguns elementos da nossa equipa para contratos publicitários, pensei que vinha aí o anúncio de um GPS, o que até tinha alguma lógica, tendo em conta a desorientação que parece ter tomado de assalto a equipa portuguesa, depois de ter sido possível ver Nani no pic-nic do Modelo a ser empurrado pelos colegas (e eu que pensava que ele tinha um problema no ombro…).

A verdade é que os quadros etnográficos a propósito dos “Navegadores” que não quiseram ser “Adamastores” vão continuar a suceder-se graças também à necessidade dos diversos meios de comunicação de pôr o povinho a opinar sobre coisa nenhuma em vez de ligar para o professor Bambo, ao domingo à noite, na Romântica FM, para o ouvir adivinhar, em francês, todos os pormenores das respectivas vidinhas.

Só gostava de lembrar uma particularidade dos verdadeiros navegadores quinhentistas: eles e os espanhóis eram os únicos que obravam nos porões dos barcos. Situação que também me faz temer o pior embora me separem 8 mil quilómetros da África do Sul.

QUEM É AMIGO?

6 Maio, 2010 0

 

Durante o apuramento para o Mundial sempre houve pré-convocados mas só os próprios e os seus clubes sabiam. Agora, eis a famosa lista dos 50 pré-convocados, abrindo caminho a muitas leituras. Aprioristicamente só encontro uma: vai dar muito jeito aos clubes e aos empresários promover, quando o mercado começar a bombar, jogadores que estiveram pré-convocados para o Mundial…