Lado B

A liga que se joga fora dos relvados

11 Agosto, 2017 0

É ainda hoje célebre uma frase de Luís Filipe Vieira em que o presidente do Benfica dizia que era mais importante ter pessoas na liga do que contratar jogadores. As declarações eram proferidas no tempo em que o FC Porto controlava o futebol português e o líder encarnado tinha muita razão. Não se podem ganhar campeonatos sem jogadores, e bons, mas ter uma máquina forte, que não falhe nos momentos chave da época, na antecipação de acontecimentos, também é importante. Vital mesmo. O Benfica soube substituir o FC Porto neste particular e é hoje, de longe, o clube mais poderoso do território. Mérito de Vieira e seus pares, pois perceberam que há muitas outras coisas necessárias para ganhar além de golos. É por isso que os dragões lamentam a queda da famosa estrutura e que o Sporting procura recuperar alianças perdidas ao longo de anos e anos a navegar à bolina.

— ler mais

Uma noite feliz para o Benfica

20 Dezembro, 2016 0

O Benfica teve uma noite muito feliz. Bateu o rival Sporting pela primeira vez na Luz desde que Jorge Jesus trocou de clube, segurou a liderança, aumentou a vantagem sobre os leões para cinco pontos e saiu do ambiente de desconfiança que começava a rodear a equipa após as duas derrotas consecutivas. Rui Vitória, o homem que já na época passada bateu JJ ao sprint e lhe ganhou o título, somou o segundo triunfo sobre o grande ‘inimigo’. Saboroso, de certeza.

— ler mais

Joga-se muito mais do que futebol

7 Abril, 2016 5

Está a ser uma época difícil para todos. Benfica, Sporting, FC Porto, árbitros e também para nós jornalistas. Não me lembro de clima de guerra maior entre os dois clubes de Lisboa desde o verão quente, mas na altura o poder das respetivas máquinas de propaganda não tinha nada a ver com o que é hoje. A quantidade de informação ‘suja’ que chega às redações é absurda. E torna-se cada vez mais complicado fazer em tempo real o trabalho que a qualquer jornalista que se preze é obrigado: confirmar a informação com mais do que uma fonte. O trabalho é dificultado também pelo surgimento de sites mais ou menos fidedignos que nada têm a ver com jornalismo mas que escrevem tudo o que lhes vem à cabeça, ou é soprado, e assim fazem as delícias dos mais fanáticos como se de notícias confirmadas se tratassem. Pior, gente com responsabilidade e que devia ter outro comportamento diz hoje barbaridades nas televisões como se tudo fosse verdade. Uns dirigentes, outros representantes de outras profissões mas que falam de futebol e dos seus bastidores como se de tudo soubessem. O pior é que não só não sabem como a maior parte das vezes representam apenas uma das ‘verdades’ a que temos direito. São estas personagens que enchem hoje as tv’s e a isto estamos entregues, ainda que com honrosas exceções.

No Record não estamos à venda. Não somos o jornal do Benfica, Sporting ou FC Porto. Talvez por isso sejamos diariamente acusados de trabalhar a soldo deste ou daquele. Porque aqui é possível ler várias opiniões, contrárias muitas vezes, de companheiros que trabalham juntos e se respeitam na diversidade. O respeito pelos três grandes clubes é enorme, assim como por todos os agentes do desporto português. E ninguém está imune à crítica. Nem ao elogio, acredite.

 

Texto publicado em Record Premium e na versão impressa a 16 de março de 2016

#Benfica: um candidato que entusiasma

17 Fevereiro, 2016 1

TEXTO PUBLICADO EM RECORD PREMIUM E NA VERSÃO IMPRESSA A 6 DE JANEIRO DE 2016

 

Mais um amasso. Mais uma exibição em que o triunfo não deixa dúvidas. Mais um jogo em que o ataque se mostra arrasador. Eis apenas algumas das credenciais do candidato Benfica, que a certa altura pareceu arrumado pelos constantes falhanços nos jogos a doer mas que Rui Vitória e os jogadores souberam recuperar com brilhantismo. De 5 estrelas. Cintilantes.

— ler mais