Lado B

Jorge Sousa errou

1 Fevereiro, 2018 1

Leio e ouço demasiadas pessoas a desvalorizarem as palavras de Jorge Sousa ao jovem guarda-redes Stojkovic. Que é uma linguagem normalmente utilizada no futebol, que dentro do campo não é ópera. Tudo certo. O problema é que não está aí a verdadeira questão das asneiras do cotado árbitro. Grave são o que elas encerram e o que o à-vontade com que são ditas pode manifestar.

— ler mais

E que tal uma limpeza?

19 Novembro, 2017 2

A detenção do presidente da federação espanhola, Ángel Villar, mostra que um pouco por todo o lado o combate à corrupção vai fazendo vítimas. Acredito que é uma luta que fica muito aquém do necessário, de taxa de sucesso ainda bastante baixa, tendo em conta o enorme número de casos estranhos que nos aparecem à frente quase todos os dias. Sabe bem ver que alguns não passam impunes a uma vida de malfeitorias, que são faladas e até noticiadas mas a que a justiça raramente chega.

— ler mais

Record oferece Clássicos eternos do futebol!

21 Setembro, 2016 0

São duelos de gigantes que ficam para a história do desporto rei, feitos de rivalidades que fazem disparar a pulsação e agitam todas as emoções. A partir de dia 27, o jornal Record vai oferecer a coleção “Clássicos Eternos do Futebol”.

 

Em formato de documentário, são seis DVD que mostram uma perspetiva única sobre as rivalidades mais famosas e explosivas do futebol mundial. Esta coleção leva-nos aos bastidores de doze clássicos lendários entre algumas das maiores potências futebolísticas, explorando a origem da rivalidade e contando os episódios mais marcantes dentro e fora do relvado.

 

Bill Slanky, lendário treinador do Liverpool, dizia que “O futebol não é uma questão de vida ou de morte. É muito mais do que isso”.

 

A coleção “Clássicos Eternos do Futebol” mostra como há jogos que valem mais do que três pontos. Como uma vitória frente ao eterno rival pode valer mais do que um campeonato, pode representar um lugar na eternidade.

 

Para além do dérbi Benfica vs Sporting, a coleção oferecida pelo Record tem duplas rivais como o Liverpool e o Manchester United, o Barcelona e o Real Madrid, o Olympiakos e o Panathinaikos, o Ajax e o Feyenoord e o Flamengo e o Fluminense, entre muitos outros. As principais ligas mundiais estão todas representadas nos “Clássicos Eternos do Futebol”.

 

Para beneficiar desta oferta, os leitores têm de recortar o cupão publicado no Record todas as terças-feiras, entre 27 de setembro e 1 de novembro, e apresentá-lo na banca, no momento de compra do jornal na quarta-feira seguinte.

 

Os DVD oferecidos são os seguintes:

 

DVD Cupão Banca
Liverpool vs Manchester United + Benfica vs Sporting 27-set 28-set
Barcelona vs Real Madrid + Olympiakos vs Panathinaikos 04-out 05-out
Ajax vs Feyenoord + Flamengo vs Fluminense 11-out 12-out
Boca Juniors vs River Plate + Rapid Viena vs Áustria Viena 18-out 19-out
AC Milan vs Inter Milão + Lazio vs Roma 25-out 26-jan
Arsenal vs Tottenham + Dínamo Zagreb vs Hajduk Split 01-nov 02-nov

A importância de se chamar Vitória

22 Dezembro, 2015 0

A nota artística pode não ter sido a mais elevada. A perda do controle do jogo quando vencia por 3-0 um sinal de que ainda nem tudo vai bem. Mas não será isso ver só aspetos negativos? Do que é que o Benfica precisa? Ganhar. Aproximar-se de Sporting e FC Porto. E a perseguição tem-na mantido com brilhantismo. Braga e Setúbal foram quase passeios. Seis pontos. O resto é…

As vitórias trazem confiança. E as do Benfica ajudam a esbater a desconfiança dos adeptos em relação ao treinador. Ainda há dificuldade em engolir as três derrotas com os leões e o 3.º lugar na liga que se pretende seja de tricampeonato, mas há cada vez mais quem perceba que pode estar na forja um trabalho de qualidade. Resta a Vitória conseguir prová-lo com triunfos consecutivos internamente.

Por muito que a Champions agrade à SAD é na liga portuguesa que o Benfica afirma a sua grandeza interna e afasta o FC Porto do domínio de décadas. Jesus percebeu-o na Luz. Vitória já o sabe bem. Braga e Setúbal foram, também por isso, importantíssimos.

Numa época em que se fala muito de transição, Rui Vitória tem de saber aguentar as ondas de choque da sucessão a um treinador marcante. Mas o seu dedo vai-se vendo. O melhor ataque da liga é um cartão de visita interessante. Se resistir sem claudicar a perseguição pode ainda trazer frutos. O Benfica precisa de astúcia e perseverança. Na presidência sabe-se que tem. No banco é hora de provar. Ganhar é tudo.

Em Alvalade Jesus faz mais um jogo na prova que lhe interessa. Daí o aviso à equipa. O Sporting segue na frente mas ainda não ganhou nada. Que ninguém se esqueça. JJ está lá para lembrá-los…

Lopetegui tem hoje o primeiro dia do resto da sua vida. Após Londres, só pode ganhar na Madeira. Tudo o resto será perigoso. O dragão pode ruir.

Texto publicado em Record Premium e na versão impressa de Record a 13-12-2015

Jorge Jesus está a lutar para ser feliz

9 Dezembro, 2015 0

O Sporting conseguiu uma vitória histórica na Rússia. Tão inédita como importante. Os leões continuam a depender de si próprios na Liga Europa quando tudo mostrava que as baterias estavam viradas apenas à liga interna. Desta vez Jesus apostou numa equipa mais próxima da titular e teve direito a dividendos. Resta saber se os leões conseguirão bater o Besiktas de Quaresma em Alvalade. A tarefa não é fácil. Mas está longe de ser impossível para uma equipa que JJ tem sabido potenciar para delícia dos adeptos. Com recurso a homens contratados esta época, como Ruiz ou Naldo, mas também jovens da formação contra as expectativas mais pessimistas: Gelson e Matheus merecem ser bem acompanhados.

 

O discurso de JJ em relação ao problema criado pela vitória na Rússia parece surreal. Mas não é. O técnico assume apenas que não sabe se terá equipa para combater no limite em duas frentes tão duras como as ligas portuguesa e Europeia. Afinal, o grande objetivo, seu e de Bruno de Carvalho, é devolver o Sporting à conquista do campeonato. E para isso o treinador vinha sacrificando a UEFA. Ontem fez um último esforço e deu resultado. Agora com o sorteio da Taça a ditar Sp. Braga e a Taça da Liga a dar horas não tarda nada, são muitos jogos para um plantel que JJ entende curto. Como sempre fez na Luz, diga-se.

 

A guerra Benfica-Sporting tem trazido enorme pressão à vida do veterano treinador. Ao mesmo tempo tem-lhe proporcionado também os momentos mais saborosos da época. Encontrar o equilíbrio no meio de todo o ruído mediático e no turbilhão que é o Sporting não é fácil. Mas que JJ tem feito por ser feliz, isso ninguém lhe pode negar.

 

TEXTO PUBLICADO EM RECORD PREMIUM E VERSÃO IMPRESSA A 27 DE NOVEMBRO DE 2015