OURO. Trabalho notável o que tem vindo a ser desenvolvido pelo técnico do Sporting, que possibilita ao clube ver com agrado notícias como as que fazem hoje a primeira página do Record. Ninguém esperava tanto. Até a forma como caiu na Taça o dignifica.

PRATA. A goleada frente à Jordânia não foi de todo inesperada e deu até para o benfiquista Maxi Pereira fazer o gosto ao pé, sendo ele o primeiro a marcar. Mas o livre direto do ponta-de-lança do PSG é uma obra-de-arte. Brilhante. [

BRONZE. Continua a fazer história na NBA, apesar dos 35 anos. O alemão marcou 19 pontos na vitória dos Mavericks frente aos Wizards, por 105-95, e ocupa agora o 15.º posto dos melhores marcadores de sempre.

LATA. É difícil perceber por que joga a Jordânia contra o Uruguai num playoff para o Mundial, sabendo-se de como serão desequilibrados os encontros entre aqueles dois continentes. À Blatter…